quarta-feira, 22 de junho de 2011

Silvinha na Praia do Espelho, uma Experiência Fantástica


A praia do Espelho por muitos considerada a praia mais bela do Litoral Brasileiro, realmente merece uma visita. Ideal para passar um dia quando se esta em Trancoso ou Arraial D'Ajuda, ou mesmo ficar hospedado em uma das poucas pousadas da Praia.
A praia do Espelho fica no Sul da Bahia, está a 25 quilometros de Trancoso e 15 quilometros de Caraíva. Viemos de Trancoso por uma estrada de chão esburracada, passando por uma reserva Indígena e uma grande Fazenda de Búfalos. Nosso trajeto durou aproximadamente 40 minutos e seguimos a dica do @Riqfreire, para não estacionar nos estacionamentos em cima das falésias, seguimos sempre até encontrar os bares e restaurante em frente da praia de Outreiros, atrás da barraca do Bahiano.
O visual é de perder o fôlego, e chegamos aproximadamente às 11 horas, com a maré baixa, deixando a praia com várias piscinas naturais. Ficamos curtindo as piscinas e tomando uma água de coco, por algumas horas. Algo assim muito difícil, que cansa, típica vida na Bahia. Importante sempre pegar informação em Trancoso sobre a tábua das marés, para saber qual hora a maré estar ficar cheia ou baixa.




Talvez um segredo, mas não tão segredo seja o Restaurante da Silvinha no Espelho.
A Silvinha é uma daquelas que viveram o sonho, que formaram a colônia Hippie em Trancoso, e agora curte a "dura" vida no paraíso do Espelho.
Para ir na Silvinha, é preciso reservar, nós solicitamos ao pessoal da pousada ligar e fazer nossa reserva. A reserva é obrigatória pois no local são servidos poucos almoços por dia, e a fama é cada vez maior. Digamos que funciona num esquema Low Profile, sem grande estress, tudo a ver com o descanso no Sul da BAhia. O cardápio físico não existe, ela que faz o que o Mar levou de melhor para o dia, existe um preço fixo, quando fomos era de 60 reais por pessoa.





Ao chegarmos a mesa ainda não estava liberada, nossa reserva era para às 15 horas. Isto não foi nenhum problema, haviam uma espreguiçadera para ficarmos beliscando uma massa fininha, com pastas delicosos. Além é claro de uma Boehmia Gelada e uma ótima Caipirinha de Abacaxi com Maracujá.




O cardápio do dia foi um Badejo assado na folha de Bananeira, um refogado de legumes (se fosse na França um Ratatouille), com lentilhas, arroz, purê de banana e arroz de banana. Para acompanhar o peixe três molhos: de manga, de temperos verdes com pimenta e vinagrete.


Este Badejo na Bananeira estava delicioso.







Para a sobremesa, foi servido brigadeiros com chá e um café coadinho na hora, no capricho.
Após a esbórnia gastrônomica, fizemos uma siesta no próprio restaurante. Ouvindo o barulho do Mar e curtindo o clima da Praia do Espelho.









Após o almoço e siesta, saímos sa Silvinha já estava anoitecendo e a maré havia mudado. Como relatamos antes a maré faz muita diferença nestas praias, e o visual do Espelho ficou totalmente diferente do momento de nossa chegada. Montei estas duas fotos para comparar a praia que chegamos e a que saímos, totalmente diferente.
Sugestão de Hospedagem em Trancoso:

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Granada, além da Alhambra.

Granada vai muito além da famosa e conhecida Alhambra. Granada é uma cidade da Andaluzia, aos pés da Sierra Nevada. É uma cidade belíssima, que foi dominada e colonizada por vários povos e culturas. A mistura dos mouros muçulmanos com a cultura Católica Espanhola, deixou a cidade com um charme especial. Espero mostrar o quanto vale a pena aproveitar a cidade de Granada, além da visita obrigatória à espetacular Alhambra. Para os que não conhecem a Alhambra, é um conjunto de fortalezas e Palácios dos Kalifas Nasrida, que dominaram a região deste o século X até o século XV.

Granada além do turismo, é famosa por sua Universidade, que traz estudantes de toda a Europa para suas carteiras. Esta mistura de muitos jovens estudantes e turistas, transformam a cidade, deixando-a com uma vida agitada, diversificada e mágica.
O Albaicín é o Bairro Muçulmano de Granada, simplesmente como uma visita ao Oriente Médio ou ao Mundo Muçulmano dentro da Espanha. São vários aspectos que nos remetem a este outro mundo com detalhes arquitetônicos, lojas e até os aromas do oriente, além de muitos muçulmanos com suas mulheres de Burca.

No Albaicín se encontram ruas de comércio típicas dos países do Oriente Médio. Muitas com lojas de muçulmanos, quase como tendas, que vendem tecidos, lenços, tapetes, narguilés, chá, artesanatos e utensílios Muçulmanos. Outro fato marcante é que este mercado funciona a aproximadamente 1000 anos.












Os vendedores tradicionalmente ficam na porta convencendo você a entrar ou provar seus produtos. Neste tipo de comércio uma pechincha sempre será bem vinda.
Além do comércio, outra região que não pode faltar na visita ao Albaicín é a rua das Teterias. Uma rua repleta de casas tradicionais de chá, misturadas com restaurantes típicos. Nesta casas além do chá, você prova alguns dos pratos e doces tradicionais dos Muçulmanos.













Nos gostamos muito do chá paquistanês, que é preparado com chá preto, leite, canela e uma semente de cardamomo. Exótico e delicioso.












Como ninguém é de ferro, além do chá ou té, não deixe de experimentar nas Teterias, a Cerveja Alhambra, feita com a água do degelo da Sierra Nevada. Aqui ela foi acompanhada de um excelente Tabule.

Muito comum encontrar nas Teterias grupos de jovens Universitários e turistas fumando o tradicional Narguilé. São infusões aromáticas, aspiradas por cânulas. Em algumas ruelas você vai se deparar com alguns tipos suspeitos, oferecendo o famoso Haxixe do Marrocos, o que pode lhe causar muita dor de cabeça ou, na melhor das hipóteses, fazer a cabeça dos que gostam. Não arriscaria e não recomendo!


A belíssima decoração das Teterias, todas em estilo Muçulmano. Exóticas, com móveis estilosos, tapetes e almofadas, com tecidos e cortinas enfeitadas, iluminadas por lanternas belíssimas.
















O traço Católico da cidade, também é destacado. A Realeza Espanhola governou o país de Granada no século XV, após a vitória sobre os Mouros. Sobre o Governo dos Reis Católicos, Isabel e Fernando.Como toda realeza européia da época, ergueram uma bela Catedral, em estilo Renascentista. Os vãos desta catedral estão entre os mais altos de Igrejas da Europa. Com certeza os detalhes na abobada e a altura nos deixou impressionados.Os altares desta catedral são espetaculares, repletos de obras com detalhes em ouro, incríveis. Também, anexo à Catedral está a Capela Real, local do túmulo de alguns reis Espanhóis, que viveram e governaram a região.O lado urbano e moderno Granada possui praças lindas, cercada por cafés e restaurantes e adornadas com belos chafarizes que merecem destaque.Porém, quando se está em Granada, e o ponto alto da região é a Alhambra, não deixe de visitar o Mirador de San Nicolau para se ter uma linda visão da Alhambra.Este relato faz parte da nossa viagem à Andaluzia em 2010, quem nos guiou pelos encantos da Andaluzia, foram nossos queridos amigos e anfitriões Juan Carlos e Emmanuelle. Ainda virão outros relatos desta viagem, mas deixo aqui com carinho, o agradecimento a este querido casal que nos acolheu e foram excelentes guias e companheiros.
Muchas Gracias!!!

Dica de Restaurante na Alhambra:
# Almoço do Califa na Alhambra

Visite nossas dicas de Madrid:
#Dicas de Madrid

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Puerto Rico, onde os blogueiros se encontram em Madrid!!

Muitos dos blogs de Viagem, sempre indicam o restaurante Puerto Rico em Madrid. Realizamos o famoso Maria vai com as Outras de Blogueiro. Todos influenciados pelo post da Carmen (@CarmemSil) no Blog De uns Tempos para Cá.
Certamente não é um restaurante que um turista comum entraria, sem uma boa indicação. Esta numa transversal da Gran Via, poucos metros da Plaza Callao, numa rua escura, de pouca passagem. Sua entrada não é das mais simpáticas, e o povo lá dentro e local, sem aquela turistada. Então por supuesto, este é o local que você tem que ir para sentir numa casa onde os Madrileños comem, bebem e se encontram.

Poucas mesas, quase um corredor, com +- 5 mesas de cada lado. Você chega e espera num balcão já bebendo uma Copa de Cerveja ou Vinho, acompanhado de uma tapita de azeitonas ou queijo.
Os garçons, a parte, parecem que são conhecidos de todos, dão palpites nas mesas e nas conversas, um ambiente super informal.

Para o almoço servem uma sequência, de entrada, principal, sobremesa com bebida incluída. Sugestão nas entrada, peça Arroz e será servida uma Paella, bem legal. Se pedir um Ensalada Russa, é uma Maionese de batatas deliciosa. Na segunda visita pedimos uma que eram couve-flor no vinagrete era excelente. Haviam opções de caldos e sopas, que pareciam boas também. Tudo isso nunca por mais de 10 Euros por pessoa. Outro fato que marcou foi beber uma Meia Garrafa de Ribeira del Duero por 2 euros, que não fez feio.


No Principal um dia a Juliana foi de Trucha a la Navarra, era Truta Assada com Papas, delicosa, era somente espremer o limão.







Eu comi esta Merluza Basca, um prato diferente, bem interessante aos que curtem Caldo de peixe. Haviam uns temperos bem legal. No outro dia comi um coelho assado com batatas excelentes também mas não fotografei. Sim fomos duas vezes.







Blogueiros no Puerto Rico:

@Carmemsil e @Anamdo no De uns Tempo para cá # Madri, nosssa casa na Europa

@MariCampos no Saia pelo Mundo # Comer bem e barato em Madri

@Marvila e @Penelophy no SundaysCooks # Salir de Tapas - O perigo é não querer voltar para casa

Restaurante Puerto Rico, um porto seguro para uma boa e barata refeição em Madrid.

Puerto Rico
Calle CHINCHILLA, 2, 28013 Madrid, Espanha +34 915 21 98 34
Vai Para Madrid? Veja nossas outras Dicas:

- Hospedagem em Madrid

:# Room Mate - Nossa Sugestão de Hotel em Madrid

- Madrid para Tapear, nossas Sugestões:
#La Bardemcilla - A casa de tapas do Javier Bardem
# Taberna Macieiras