quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Voo da Air China, minha experiência em Ares Chineses


Voo da ida FLN-GRU-MAD-LIS

No dia 26 de setembro às 13:45h foi o início de nosso Euro Tour 2010. Embarcamos em Florianópolis para Guarulhos, pela TAM. Nosso destino era Lisboa, com voo à Madrid pela Air China e de Madrid para Lisboa de TAP, todas companhias parceiras pela Star Alliance.
O voo Guarulhos Madrid, estava programado originalmente para às 17:30h, como estávamos de conexão vindo de Florianópolis, chegamos às 15:15h no check-in da Air China em Guarulhos, já com as bagagens despachadas desde Florianópolis. No check-in, já informavam que o vôo estava atrasado 5 horas, e teríamos direito a Hotel e Almoço. Levaram-nos para um ônibus, e ficamos parados dentro dele por mais 30 minutos, aguardando outros passageiros. Somente com ônibus cheio, rumamos ao hotel. Chegamos ao Hotel por volta das 17:00h, fizemos um lanche e fomos para o quarto descansar até às 18:30h. O ônibus para o retorno ao aeroporto era às 19 h. Chegando ao aeroporto, fizemos alfândega e revistas, tudo sem problemas. Perguntamos sobre nossa conexão no Embarque, e nos informaram que em Madrid, haveria apoio. Perguntamos sobre as nossas bagagens, que estavam etiquetadas para Lisboa no vôo das 12:30h, e novamente afirmaram que em Madrid haveria auxílio.
Avião na pista às 22:45h, começa o vôo, a aeronave um Airbus A330, bagunçado e sujo. Aeromoças perdidas, desatentas e com um Inglês péssimo! Quanto ao vôo, tudo certinho na questão aérea, bom pouso e boa decolagem. Serviço de bordo nota 5, não péssimo, mas também não era bom. Crianças chorando, chineses gritando não falando, fora os "arrotos" , é isso mesmo, "arrotos"!! Criança chora mais um pouco, mãe descobre que com chocalho ela pára, então, além do choro, temos chocalho. Só faltou o tambor!
Praticamente nos jogaram para fora do avião em Madrid, por pouco não nos dão chute na bunda. Na porta do avião, um funcionário que não falava nem Espanhol ou Inglês, chamava os passageiros com conexão. Entregaram- me um papel com nossos nomes e de mais 4 passageiras e pediram para irmos à TAP que eles resolveriam. Não informaram das bagagens, se estariam na esteira, se iriam automaticamente ao destinam final. Ficamos meio hora aguardando na esteira, para ver se nossas bagagens apareciam, e não apareceram.
Fomos ao escritório da TAP, eu a Juliana, e mais 4 senhoras muito simpáticas do Rio Grande do Sul. Novos bilhetes foram marcados na TAP, para às 18 horas, e até ai tudo bem. O Problema era que o pessoal da TAP não sabia, e não localizava as bagagens de todos os passageiros da Air China, que desembarcaram em Madrid.
Imagina, já estávamos pensando no passeio que nossas bagagens estariam fazendo em Pequim.
Foi um estresse das 13 h até as 17h, sendo que o novo vôo para Lisboa decolava às 18 horas. Realmente o pessoal da TAP foi exemplar! Não existe escritório ou funcionários da Air China no Aeroporto de Barajas, o pessoal da TAP fez de tudo para localizá-los. No fim, graças aos funcionários da TAP em Barajas, com muita competência e atenção localizaram nossas bagagens, mas com várias buscas e ligações.

Obs: Agora imaginem, você com sua esposa, mais 4 senhoras, por 3 horas desesperadas por suas malas. Já tinha uma brigado por causa do remédio que estava na mala, outra pelas calças jeans, ai vai. Minha paciência e otimismo foi testado ao limite.

Voo da Volta MAD-GRU-FLN

Nossa volta foi domingo dia 10 de Outubro de 2010, Madrid para Garulhos, continuação do vôo que estava vindo de Pequim. Imaginem, você entra no avião, chega no seu lugar, e a poltrona já estava quentinha. Travesseiros e cobertas sem embalagens, que maravilha, um chinês já havia provado tudo para nós! Vôo traquilo, novamente um Airbus A330. Estava mais sujo e bagunçado do que o voo da chegada. O assento não reclinava totalmente. Em nossa frente, uma senhora (provávelmente avó), e a mãe junto com uma criança de no máximo 18 meses, que não paravam quietas, o menino chorava, elas cantavam, balançavam, andavam pelo avião. Comeram a refeição e jogaram as bandejas no chão, copinhos e embalagens correndo pelo meus pés. Realmente, como diz Milton Leite, que Beleza! O pior ainda estava por vir, na hora do Pouso, esta senhora mais velha, se recusa a colocar o cinto de segurança, estando com a criança numa bolsa em suas costas, e embalando ela. Imagina a discussão. Em chinês, no maior baixo nível.
Para completar quando vou retirar minha bagagem na esteira, minha mala estava com a alça quebrada e amassada.

Minha opinião, seria que as empresas do Oriente, que fazem estes voos ao ocidente, devem ao menos ter algum funcionário com capacidade de adaptação e atendimento aos ocidentais, com um bom Inglês ou Espanhol. Algum tipo de entretenimento para o público ocidental do voo. Não filmes Orientais com legendas em Inglês ou Filmes Americanos com legenda em Chinês. Sugiro que um voo para Espanha e Brasil, mereça algo mais Latinizado. Foi um choque de culturas, dentro do avião.

Se me perguntarem, não indico a Air China. Quem sabe ainda evoluam e cheguem ao padrão das outras grandes empresas aéreas orientais.

A Vantagem é ser membro da Star Alliance e o voo pontuar no Fidelidade da TAM.

Aos que irão voar de Air China, sugiro outros relatos de Viajantes da Air China:

# Noodles Airways , relato da boa experiência do Casal Marvilla, no SundayCooks.

# O voo da Air China, relato da Mari Campos sobre sua experiência no Saia pelo Mundo.

18 comentários:

  1. Gustavo,
    Infelizmente acredito que você enfrentou uma maré de má sorte nesse voo :(

    Mas ao comprar a passagem da Air China levei em consideração alguns fatores: consegui uma das classes tarifárias mais baratas, então já não esperava grande atendimento ou muitos mimos. E ao analisar o site da cia aérea percebi que realmente eu contratei o serviço que paguei: algo muito simples.

    Portanto já embarquei com esse espírito de quem não está voando de LAN ou de Qatar Airways. Conferi todos os relatos no Aquela Passagem e não vi grandes problemas.

    Uma amiga que mora na China já havia me alertado para a possibilidade de encontrar chineses porcos e bagunceiros, mas não foi o nosso caso.

    Outro ponto que nos surpreendeu foi a educação de pessoal da cia em Guarulhos. Fomos muito bem atendidos no check in. Quanto ao check in em Madrid, realmente a cia aérea não tem um guichê próprio pois opera pouquíssimos voos naquele aeroporto e a equipe da Ibéria libera alguns funcionários para fazer todo esse procedimento de check in desses voos.

    E mais uma vez, infelizmente, sua mala poderia ter quebrado em qualquer outro voo, não necessariamente no voo da Air China. Eu já tive uma mala destruída pela TAM e outra pela Ibéria.

    Não lembro se eu comentei isso no post que escrevi... mas já fui muito mais maltratada voando de Ibéria e de British Airways do que de Air China.

    Será que no final das contas estamos todos fadados a encarar um tipo de loteria aérea ao emitir um bilhete internacional?

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que desastre!
    Já voei com algumas empresas asiáticas e nunca, em nenhuma delas, tive problemas como vc experimentou. Acredito que seja por ela ser chinesa mesmo, porque em todos os lugares onde encontrei turistas chineses, o comportamento deles sempre deixou a desejar. (arrotos e comer de boca aberta sao coisas pequenas! heheh)
    E como a vida é de generalizacoes: deve ser cultural.
    Abraco!

    ResponderExcluir
  3. Pois é, também acho que vc enfrentou uma maré de azar, uma pena... Meus voos ida e volta com a Air China, com exceção do mesmo bebê chorando na ida E na volta, foram ótimos. Atendimento simples, mas muito correto (afinal, topei super pagar um preço BEM mais barato por um atendimento mais simples) e voos excelentes na parte técnica. Pra mim, o custoXbeneficio foi excelente - ao contrario do que costumo ver em outras empresas. como a American Airlines, por exemplo - e, pagando os 1.400 reais que paguei dessa vez, iria sem a menor sombra de dúvidas novamente com eles :D Meus outros amigos que voaram de Air China tambem tiveram experiências bem satisfatorias na relacao custoXbeneficio. Uma pena, pena mesmo, que sua experiência tenh sido ruim. Ainda bem que a viagem como um todo foi ótima pra compensar, né? ;)

    ResponderExcluir
  4. Um horror

    Também tivemos uma experiência com uma Cia Aérea chinesa num vôo entre Cingapura e Xangai. Apesar de estarmos voando em classe executiva, a não ser pelo espaço maior não era nada superior à classe econômica da Singapore Airlines. Todas as Cias aéreas do Sudeste Asiático que utilizamos (Singapore Airlines, Malaysia Airlines e Garuda Indonesia foram melhores que todas as Cias americanas e brasileiras que já voamos. As Low costs de lá além de baratas também são excelentes e com serviço muito superior à Gol e Webjet da vida...

    Esse negócio de arrotar, cuspir etc.. É cultural chinês.. E para ser sincero eles não são muito limpinhos não.. Ainda bem que a mala de vcs ficou em Madrid. Uma vez há muito tempo atras meus pais foram para o Peru e as malas deles foram parar em Tokio. Isso faz uns 15-20 anos atrás a mala deles so voltou quando eles ja tinham retornado de viagem...

    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Eu sei que não é o que você quer ouvir, mas há uma explicação para os arrotos chinêses: é cultural, é o modo como eles exprimem a satisfação pela refeição. É considerado de bom tom arrotar ao final de uma refeição.

    ResponderExcluir
  6. Em relação à vantagem de ser membro da Star Alliance e o voo pontuar no Fidelidade da TAM.... isso não é bem uma vantagem, já que para conseguir esses pontos são sempre uma novela interminável.

    ResponderExcluir
  7. Mundo Trips:

    Sim, já havia lido dos hábitos do chineses, realmente nojento para o olhar de um Brasileiro. Somos acostumados com mais limpeza e higiene. O que o cidadão do meu lado faz realmente eles não podem controlar. Mas o pessoal de bordo, tem que relevar alguns pontos e orientar, bandeija no chão foi trash total.
    Minha reclamação foi mais da questão higiene do Avião. O assento e arredores estavam sujos mesmo, não papel de bala e embalagem, estava sujos. O travesseiro e a coberta usada, nojento não?
    Realmente as crianças chorando tudo bem, isso sim foi azar.
    O atraso e forma que nos trataram em Barajas, foi desorganização da Air China, eles precisam de um auxiliar de terra em Madrid, faz parte do serviço. Principalmente envolvendo bagagens e remarcação de conexões. É do interesse deles, senão o prejuízo e todo deles.
    Azar realmente foi quebrarem minha mala, isso é mais culpa do pessoal de transporte de bagagem do aeroporto. Porém eles que precisam reclamar e exigir dos aeroportos este maior cuidado. Sou cliente deles.
    Já das Milhas Leonardo pontuou sem problemas.
    Obrigado a todos e somente estou colocando e relatando o que eu passei e não gostei muito não.

    Mas com certeza e o melhor de tudo foi que a Viagem foi Maravilhosa, isto é o principal.

    ResponderExcluir
  8. Já voei pela Air China no ano passado e tenho também minhas críticas. Primeiro, nossa bagagem foi parar em Pequim. Ainda bem que chegamos em Madrid na época das liquidações, percebemos também que nem precisaríamos ter levado tanta roupa :). Nossa bagagem foi entregue pelo pessoal da TAP no hotel 3 dias depois.
    Quanto à higiene a bordo, até que estava limpo, porém os chineses são meio "porcos" mesmo, mas nota-se que são pessoas muito simples.
    As aeromoças são mesmo isto que falam, nada de português e inglês fraco, são perdidonas e até que tentam organizar o caos. O vôo em si até que foi tranquilo.
    Na volta ao Brasil o vôo não estava lotado e pudemos nos esticar nas poltronas vagas.
    Se quiserem economizar grana ao viajar a Europa vá pela Air China, porém prepare seu espírito para o que possa encontrar.

    ResponderExcluir
  9. Custo X Benefício? Bobagem. Dinheiro tem que servir pra nos proporcionar conforto. Não status de viajar pra Europa por 1400 reais. A experiência de uma viajem (logística) mal vivida pode arruinar a experiência do destino. Seja ele qual for, mesmo aquele que já conhecemos. Se a viagem for curta então, ai é que não vale a pena mesmo contar os centavos e nos sujeitarmos ao azar do jargão: "e eu que pensei já haver experimentado de tudo..." fabiofsantos2004@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Por isso eu falo q as cias brasileiras não deixam a dever e são umas das melhores. Meu irmao viajou de Lufthansa e detestou. Viajei de TAM e adorei, além de ter viajado na VARIG,qualidade impecável. Isso de achar q as cias estrangeiras são melhores é balela...

    ResponderExcluir
  11. Gustavo,
    Você é um CHATO!!!!

    ResponderExcluir
  12. Chato mas dou a cara a tapa e falo verdades sem me esconder e você?
    Anônimo? Triste!!!

    ResponderExcluir
  13. Olá Gustavo--
    Seu post é relativamente antigo, porém, sempre construtivo para quem gosta de ler flight reviews antes de embarcar num vôo de uma determinada aero línea, algo que farei com a Air China em duas semanas... E embora soe um tanto preconceituoso – na minha opinião – na sua forma de retratar os chineses talvez você não esteja totalmente errado quando caracteriza determinados comportamentos de ALGUNS deles. Veja que o fato de colocar as bandejas no piso da aeronave após refeições não é algo restrito aos chineses, é algo que já presenciei num vôo TAM vindo de Paris para São Paulo, aliás neste mesmo voo além de presenciar tal aberração também vi um passageiro vomitando até as tripas, sem sair da poltrona, depois de beber tanto em voo. Ou seja, o problema não é necessariamente étnico como sugere, e sim educacional (ou falta) de uns poucos (ou você dirá que todos os passageiros da TAM são beberrões contumazes e que possuem o hábito de jogar bandejas no chão ao término da refeição??).
    Mas o que gostaria de pontuar/esclarecer aqui são coisas distintas que foram interpretadas erroneamente até aqui:
    PRIMEIRO é a questão das bagagens: Independentemente de quem é o transportador inicial (Air China neste caso) sempre que existe uma conexão / continuação com outra companhia aérea que não seja a primeira (neste caso TAP que os levaria a LIS), o que na indústria aeronáutica chamam de off-line carrier a responsabilidade de localizar a bagagem, ou indenizar em caso de quebra durante o transporte desde o aeroporto A até o aeroporto C passando por B, etc. é a segunda (TAP) que entrega no C. Ou seja, a Air China, de fato, pouco pode fazer (assim como qualquer outra neste contexto) já que as bagagens a partir deste momento deixam de ser da Air China e passam ser responsabilidade da TAP. Ou seja, a TAP não fez nada mais além do que deveria fazer...
    SEGUNDO é a questão da ocidentalização da companhia: Isto não faz sentido qualquer. O que você esta propondo é que uma SINGAPORE AIRLINES, QATAR AIRWAYS, THAI INTERNATIONAL, EMIRATES, etc. que são as melhores companhias aéreas do mundo (e todas são orientais) se transformem em Ibérias, American Airlines, TAMs, etc. que são as piores do planeta. O que estas companhias precisam é sim, e ter padrões mínimos de comunicação em PORTUGUÊS para casos de emergências (e todas têm em gravação). Isto é o exigido na Lei. No mais, são companhias que têm comissários que falam o mínimo suficiente (seja em Ingles ou outra língua ocidental) para se comunicar naquele vôo com seus passageiros para fins de alimentação, etc. Agora, será que os passageiros brasileiros falam INGLÊS suficiente para conversar com as comissárias.
    Por último, meu amigo vou dizer: WHAT YOU PAY IS WHAT YOU GET... Eu mesmo vou voar Air China porque é a executiva mais barata para Europa, então, tenho que me condicionar à esta realidade. Não posso esperar receber o mesmo padrão de serviço oferecido na business da KLM, Singapore, Swiss ou Turkish.

    Enfim, bons vôos e continue sempre escrevendo...
    Abrs,
    Jefferson

    ResponderExcluir
  14. Legal Jefferson,

    Voe volte e comentamos.
    As normas aereas são mundiais ok, mas a ausência de pessoal de terra em Madrid ou de algum tipo de auxílio foi ato falho.
    A TAM é muito, mas muito melhor do que a Air China.
    Nunca fui ao oriente, mas é unanime que os hábitos de higiene deles é totalmente diferente do nossos (pelo menos a educação que recebi), talvez neste ponto a higiene não depende de cultura mas de ciência/saúde.
    Curti muito seu comentário, este espaço necessita de pessoas inteligente para discutir as coisas ( diferente de briga).

    Grande Viagem para você!!!

    ResponderExcluir
  15. Air China nunca mais, serviço chinês nunca mais!
    Voo 908 do dia 29/12/13 São Paulo/Madri/Pequim cancelado (por problemas estruturais na aeronave) e não temos idéia de quando iremos embarcar.
    Depois 04 horas esperando uma solução (04 depois do horário da decolagem, no aeroporto estávamos há mais de 06 horas) o Sr.Fang, gerente da Air China no Brasil, mandou oferecer água.
    Mais 02 horas e tudo o que ele sabia responder é que tinhamos passagens da classe econômica e só embarcaríamos quando eles encontrassem passagens em outras companhias que também fossem de classe econômica. Encontramos várias opções de voos porém em classe executiva, Sr. Fang só sabia responder "you are economy class, you will fly only by economy class".
    Quando? Quase 12 horas depois do horário previsto para a decolagem e ainda estamos esperando resposta!
    Detalhe REVOLTANTE, tinha alguns chineses que iriam embarcar conosco, você acha que eles também estão sem resposta?
    NÃO!!
    Para eles o tratamento foi discaradamente diferenciado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa sorte e que resolvam seu voo e a ANAC os punam exemplarmente.
      @GusBelli

      Excluir
    2. Depois de muita briga a Air China endossou uma passagem (econômica) em um voo de outra companhia que partira mais de 24 horas depois do horário contratado.
      Sem pedido de desculpas pelo transtorno, ao contrário, é como se estivessem fazendo um favor!
      O sentimento de revolta continua, a forma como uma estatal chinesa tratou BRASILEIROS NO BRASIL é absurda, isso somado ao tratamento diferenciado dado aos passageiros chineses é algo que JAMAIS esqueceremos.
      Bom, agora tem a volta, infelizmente fizemos a burrice de comprar com eles a volta também, se nos trataram assim em solo brasileiro, como irão nos tratar no exterior?
      Que sirva de lição, pelo menos para os brasileiros do voo 908 do dia 29/12/13 pode ter certeza que serviu.
      Jamais contrataremos serviços chineses novamente se tivermos outra opção!
      Abraços e obrigado!

      Excluir
  16. Eles tratam nossa bagagem como lixo, já vislumbrei da janela do aeroporto minha chamativa mala rosa descendo da aeronave por uma esteira NA CHUVA. Mala rígida racha com uma tonelada de malas encima. Nos voos curtos se você entregar a mala próximo ao horario do voo, elas tem menos manuseio. Agora, imagine sua mala sendo manuseada como lixo pelo mundo, em diversos aeroportos... é dureza!

    ResponderExcluir